Monthly Archives - março 2017

Locação de equipamentos facilita obras rápidas

Quem precisa de agilidade para terminar uma pequena reforma pode contar com toda a comodidade do serviço de locação de equipamentos para facilitar o término da obra.

Não importa se o projeto está sendo realizado pelo dono do imóvel, por construtoras ou profissionais liberais contratados, através do aluguel de equipamentos é possível garantir maior economia e eficiência para as reformas.

Isso porque durante o processo pode surgir a necessidade de utilizar aparelhamentos como andaimes, betoneiras, escadas extensivas e outras máquinas. A alugar tais equipamentos se torna a melhor escolha a ser feita.

A locação de equipamentos é vantajosa sempre que a obra tiver uma duração curta, pois os custos de aluguel são bem menores. Comprar um material que será utilizado por pouco tempo é um gasto desnecessário.

Vantagens da locação de equipamentos.

Empresas que fazem reformas também encontram vantagens na locação, pois poderão escolher materiais próprios para cada tipo de reforma locando equipamentos diferentes, investindo um valor menor do que seria aplicado na compra dessas máquinas.

Podemos listas várias vantagens que você encontra ao optar pelo aluguel de equipamentos para construção. Entre elas, o menor investimento uma vez que a locação é muito mais barata que a compra dos equipamentos.

O ideal é que você busque alternativas que venham a facilitar o trabalho da obra sem que isso encareça o serviço e quando falamos em economia, a locação de equipamentos é a melhor solução do mercado.

E como falamos em obras rápidas, podemos citar a vantagem de diminuir os gastos com o transporte e o armazenamento desses equipamentos que muitas vezes, quando adquiridos, ficam parados no canto depois que a reforma acaba.

Não desperdice dinheiro com equipamentos que serão utilizados poucas vezes, aproveite o momento para fazer uma grande economia com a locação de equipamentos para construção, uma forma rápida e cada vez mais popular de ter acesso a equipamentos modernos com custos menores.

Read more...

Setor da Construção Civil aposta em crescimento e geração de empregos

A Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) acredita que as novas medidas do Programa Minha Casa Minha Vida irão movimentar toda a cadeia da construção civil e gerar empregos.

As novas medidas foram anunciadas pelo Governo Federal no ínico de fevereiro com o objetivo de combater o déficit habitacional e impactar diretamente a economia do País.

Para o presidente da Abrainc, Rubens Menin, o crescimento econômico do país está diretamente ligado ao crescimento da construção civil. “O setor da construção representa 8% do PIB e é o que mais emprega.
Vai ter um impacto muito grande na economia, no desenvolvimento social e evidentemente no emprego”.

Para ele, as novas medidas irão ajudar o país a voltar a crescer o que é ótimo para o setor que sofreu com a crise financeira dos últimos dois anos.

“Esse é um pilar mesmo importante para o País voltar a crescer sustentavelmente, voltar a empregar, criar desenvolvimento social, e a casa própria é desenvolvimento social”, completou.

Construção Civil deve aumentar o número de funcionários

As novas medidas reajustam o perfil de renda das famílias que poderão participar do Minha Casa Minha Vida.

As mudanças fora de: R$ 2.350,00 para R$ 2.600,00 na Faixa 1,5; de R$ 3.600 para R$ 4.000,00 na Faixa 2; e de R$ 6.500,00 para até R$ 9 mil na Faixa 3.

Outra alteração foi no valor do imóvel nas operações do FGTS que agora pode chegar até 240 mil, dependendo da região do País.

Quem também aposta que essas medidas irão melhorar o setor da construção civil e aumentar o emprego é a vice-presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Betinha Nascimento.

Ao Portal Planalto ela comentou que as construções através do programa melhoram todo o mercado, desde a fabricação dos materiais de construção, até aos trabalhadores finais.

“Hoje o setor que mais agiliza na resposta imediata é a construção civil. Começa na areia, no cimento, na brita. É a cadeia dos ‘mil itens’. É um segmento que movimenta todo o mercado”, declarou.

“Além dos trabalhadores que o setor emprega, ainda tem a geração de empregos indiretos”, completa.

Read more...

Uso de água de reuso na construção civil é alternativa sustentável no ES

No Espírito Santo uma iniciativa sustentável tem reutilizado a água as Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) em atividades industriais, construção civil e irrigação de espaços públicos.

Para evitar o desperdício de água tratada, própria para o consumo humano, a Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan) tem feito o tratamento capaz de remover de 95 a 99% da carga orgânica do esgoto.

Com isso, a água fica própria para o manuseio – não para o consumo – evitando assim que a água da torneira seja usada nesses processos industriais.

“O efluente, após passar por um processo de desinfecção por um equipamento ultra-violeta, recebe cloro granulado, que mantém a quantidade de cloro acima de 1 mg/l. Isso significa que a água de reuso é 100% segura para ser manuseada por humanos e pode ser utilizada para fins menos nobres, explica o engenheiro Fernando Baptista, da Cesan.

Alternativa sustentável para a construção civil.

Em 2015, quando a Prefeitura de Vila Velha passava por uma crise hídrica, a Agência Estadual de Recursos Hídricos e determinou a proibição do uso de água tratada para atividades diversas ao consumo humano.

Desde então, a irrigação de áreas verdes, a lavagem de ruas e outras atividades da Prefeitura só são realizadas com a água de reuso, levando a economia de 80 mil litros de água diariamente.
Agora empresas da construção civil também podem utilizar a água tratada, desde que atendam algumas exigências estabelecidas na Norma de Utilização da Água das Estações de Tratamento.

Entre as exigências é preciso que a empresa tenha um engenheiro responsável que se comprometa a atender as especificações legais e a correta sinalização do transporte dessa água.

Outra exigência é ter um veículo próprio para o transporte da água tratada, não podendo ser utilizado também para transportar água potável.

A iniciativa sustentável pode servir de exemplo para que outras prefeituras e órgãos responsáveis encontre uma alternativa que venha a beneficiar não apenas o setor de construção civil, mas também de serviços de limpeza de empresas privadas e públicas.

Read more...

Como evitar riscos elétricos durante as chuvas de verão

Em dias chuvosos, comum durante o período do verão, há grandes riscos elétricos que podem comprometer seus equipamentos e até mesmo danificá-los.

O site da AES Eletropaulo afirma que na cidade de São Paulo a maioria da interrupção do fornecimento de energia aconteceu por conta da queda de galhos de árvore.

O corte de energia durante os temporais acontece por vários motivos, além da queda de árvore ainda há riscos de raios que queimam os transformadores deixando bairros inteiros sem energia elétrica.

A interrupção do fornecimento de eletricidade de forma brusca, pode queimar equipamentos como geladeira, televisão e outros eletroeletrônicos que estiverem ligados na tomada.
Para evitar esses prejuízos, é importante seguir alguns cuidados. Anote:

Proteja seus equipamentos de riscos elétricos
Se na sua região os temporais sempre levam à queda de energia, é melhor se preocupar em proteger seus equipamentos de possíveis danos.

As dicas a seguir foram dadas pelos especialistas da SIL, empresa fabricante de cabos elétricos. Anote:

  • Manter o freezer com poucos produtos alimentícios estocados. Abrir a porta da geladeira apenas o necessário já sabendo o que irá retirar de modo a preservar o ar gelado interior o máximo de tempo possível;Para uma família que tenha criança pequena, a presença de luminárias de emergência é fundamental. O ideal é ter várias e de LED, cuja durabilidade da carga da bateria é maior, para garantir menor desgaste com a falta de energia;
  • No caso de idosos, as luminárias de emergência devem estar em diversos locais da casa para evitar quedas, lembrando que a utilização de velas pode trazer riscos de incêndio. Dê preferência às luminárias;
  • É interessante que haja um telefone convencional na residência para o caso de o aparelho sem fio ficar sem bateria;
  • Tenha um dispositivo de proteção contra surto – DPS para preservar os produtos de sobretensões causadas por raios ou manobras em subestações de energia.
Read more...
Call Now Button
Open chat