Segurança no Trabalho

Os andaimes utilizados com segurança

Os andaimes mais utilizados nos dias atuais são os andaimes do tipo “torre” (Fig.1, Fig.2). Ocorre que vemos nos mais diversos locais de trabalho a montagem e o uso incorreto desse equipamento. E por que ocorre isso? Seria a falta de informação, cultura do improviso, pressão do prazo de entrega do serviço?

Quando falamos em andaimes, geralmente somos levados a imaginar um equipamento bem simples, onde qualquer colaborador com coragem suficiente para trabalhar em altura pode montar e utilizar o equipamento, sem treinamento e as informações necessárias.

Não é difícil encontrar equipamentos montados e utilizados das piores formas possíveis (FIg.3, Fig.4.)

Existem regras para os andaimes? Existem regras para fabricação, montagem e uso dos andaimes? Sim, existem. Elas são chamadas de Normas Regulamentadoras (NR’s) e Normas Brasileiras (ABNT NBR). Algumas dessas Normas englobam as regras para os andaimes e a NR18 e NBR 6494 são algumas delas. Vale destacar a NR35, que define conceitos importantes para o trabalho ema altura.

Sabendo que existem Normas que regulamentam os andaimes, podemos descartar a simplicidade do equipamento. Apesar de popular devemos nos ater às diversas características obrigatórias deste equipamento, desde sua fabricação até sua desmontagem.

Não é objetivo desse post descrever minuciosamente cada Norma e suas características, mas quando pensamos em andaime, temos que levar em conta as seguintes etapas e suas particularidades:

  • Fabricação (Projeto de fabricação do andaime, responsável técnico, ART de fabricação do andaime, Memoriais de cálculo)
  • Montagem (Projeto de montagem do andaime, responsável técnico, ART de montagem do andaime, Trabalhadores treinados e capacitados para montagem, Análise de Risco)
  • Uso do equipamento (Liberação  e acompanhamento do uso do equipamento por profissional habilitado, Treinamento e capacitação dos colaboradores que irão utilizar o equipamento)
  • Desmontagem (Projeto de desmontagem do andaime, responsável técnico, ART de desmontagem do andaime, Trabalhadores treinados e capacitados para desmontagem, Análise de Risco)

Outro item de extrema importância é o SPIQ (Sistema de Proteção Individual Contra Queda). Em breve um post apenas sobre este sistema.

Voltando agora a nossa pergunta inicial:

O uso incorreto dos andaimes seria falta de informação, cultura do improviso, pressão do prazo de entrega do serviço…?

Acreditamos ser um pouco da cada ou todas ao mesmo tempo. É fato que o uso dos andaimes se popularizou e vem sendo usado de forma incorreta tanto em pequenas obras quanto em grandes empreendimentos.

Resta à comunidade buscar informações, uma consultoria especializada e a parceria de profissionais conhecedores do assunto afim de agir com prevenção, protegendo e salvando vidas.

Andaime: Plataformas necessárias à execução de trabalhos em lugares elevados, onde não possam ser executados em condições de segurança a partir do piso. São utilizados em serviços de construção, reforma, demolição, pintura, limpeza e manutenção

ABNT: é responsável pela elaboração das Normas Brasileiras (ABNT NBR), elaboradas por seus Comitês Brasileiros (ABNT/CB), Organismos de Normalização Setorial (ABNT/ONS) e Comissões de Estudo Especiais (ABNT/CEE).

Normas Regulamentadoras (NR): são disposições complementares ao capitulo V da CLT, consistindo em obrigações, direitos e deveres a serem cumpridos por empregadores e trabalhadores com o objetivo de garantir trabalho seguro e sadio, prevenindo a ocorrência de doenças e acidentes de trabalho. A elaboração/revisão das NR é realizada pelo Ministério do Trabalho adotando o sistema tripartite paritário por meio de grupos e comissões compostas por representantes do governo, de empregadores e de empregados.

Read more...

Dicas e cuidados para manutenção de piscinas.

Para quem tem piscina em casa é interessante aproveitar o fim do verão para iniciar a manutenção de piscinas, procedimento que vai além da limpeza.
Ao contrário do que muitos pensam, a piscina exige uma manutenção constante para que o material – independentemente se for alvenaria, vinil ou fibra – não venha a se desgastar com o tempo.

O cloro da água já é corrosivo e podem interferir na estrutura. Em vinil ou fibra o cloro pode fazer esses materiais desbotarem e, com o tempo, pode aparecer furos gerando infiltrações.
As infiltrações também podem acontecer em piscinas de concreto ou alvenaria, causando desplacamento e até danos estruturais que exigirão investimento alto para consertar e evitar maiores prejuízos.

Aliás, quem opta por fazer uma piscina de concreto precisa redobrar os cuidados, começando pelo tipo de material utilizado para montar a estrutura.
Há produtos específicos para o assentamento de pastilhas em piscinas e áreas externas, entre eles uma argamassa de alta aderência que é ideal para áreas molhadas.

“Para cada formato de produto existe uma desempenadeira adequada para quando a argamassa colante é aplicada no substrato, que é a estrutura finalizada, e também no verso da placa cerâmica”, ensina Marcio Yoshiharu Matsumoto, gerente técnico do setor de autoconstrução da Votorantim Cimentos.

Cuidados com manutenção de piscinas

Você que tem ou está pensando em ter uma piscina precisa pensar na manutenção que a mesma precisa. Aproveite o outono e inverno para solicitar o serviço de manutenção de piscinas e corrigir todos os erros que já tenham se formado na estrutura da mesma.

A cada seis meses é interessante verificar os metais pesados presentes na água, verificar os níveis de ácido, fazer a limpeza do filtro e avaliar a estrutura para garantir que não há infiltrações.
Além disso, você precisa verificação a pressão do filtro, limpar a linha de água, esvaziar o cesto da bomba e escovar as pares e fundo da piscina.

Uma empresa de manutenção de piscinas poderá realizar estas atividades para você.

Read more...

Como evitar riscos elétricos durante as chuvas de verão

Em dias chuvosos, comum durante o período do verão, há grandes riscos elétricos que podem comprometer seus equipamentos e até mesmo danificá-los.

O site da AES Eletropaulo afirma que na cidade de São Paulo a maioria da interrupção do fornecimento de energia aconteceu por conta da queda de galhos de árvore.

O corte de energia durante os temporais acontece por vários motivos, além da queda de árvore ainda há riscos de raios que queimam os transformadores deixando bairros inteiros sem energia elétrica.

A interrupção do fornecimento de eletricidade de forma brusca, pode queimar equipamentos como geladeira, televisão e outros eletroeletrônicos que estiverem ligados na tomada.
Para evitar esses prejuízos, é importante seguir alguns cuidados. Anote:

Proteja seus equipamentos de riscos elétricos
Se na sua região os temporais sempre levam à queda de energia, é melhor se preocupar em proteger seus equipamentos de possíveis danos.

As dicas a seguir foram dadas pelos especialistas da SIL, empresa fabricante de cabos elétricos. Anote:

  • Manter o freezer com poucos produtos alimentícios estocados. Abrir a porta da geladeira apenas o necessário já sabendo o que irá retirar de modo a preservar o ar gelado interior o máximo de tempo possível;Para uma família que tenha criança pequena, a presença de luminárias de emergência é fundamental. O ideal é ter várias e de LED, cuja durabilidade da carga da bateria é maior, para garantir menor desgaste com a falta de energia;
  • No caso de idosos, as luminárias de emergência devem estar em diversos locais da casa para evitar quedas, lembrando que a utilização de velas pode trazer riscos de incêndio. Dê preferência às luminárias;
  • É interessante que haja um telefone convencional na residência para o caso de o aparelho sem fio ficar sem bateria;
  • Tenha um dispositivo de proteção contra surto – DPS para preservar os produtos de sobretensões causadas por raios ou manobras em subestações de energia.
Read more...

Saiba como evitar choque elétrico

Os números de mortes por choque elétrico no Brasil nos leva a repensar nas formas de evitar esses acidentes e preservar nossas instalações elétricas.

Em um mundo cada vez mais tecnológico, nossas atividades estão cada vez mais ligadas aos aparelhos elétricos, exigindo cuidado para não gerar danos que podem te levar à morte, ou até matar alguém de sua família.

Muitas vezes as instalações elétricas se tornam uma verdadeira armadilha para as crianças. Tanto que em 2015, segundo a Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), 32 crianças de 0 a 5 anos morreram de choque elétrico no Brasil. Um ano antes foram 20 crianças.

Adultos também morrem por esta causa e, muitas vezes, profissionais da construção civil que se tornam vítima choques elétricos.

Para se ter uma ideia do perigo, uma corrente de 30mA passando pelo coração humano pode causar uma parada cardíaca, segundo informações do Comitê Internacional de Eletrotécnica (IEC). A corrente do chuveiro elétrico que temos em casa é 1.500 vezes maior.

Dicas para evitar choque elétrico

O choque elétrico pode matar ou resultar em uma série de problemas de saúde. O ideal é prestar atenção em suas instalações elétricas e desligar o equipamento assim que notar que ele esteja dando choque.

A instalação elétrica de sua casa ou empresa também precisa ser verificada constantemente, pois além do equipamento elétrico, a rede pode apresentar falhas e gerar acidentes.

Não deixe também de contratar um eletricista para instalar o disjuntor Fuga Terra que tem a função de proteger as pessoas de choques elétricos tanto em casas, como em empresas e indústrias.

Esse disjuntor consegue identificar quando a corrente elétrica recebe uma carga maior e tira a energia do circuito evitando assim um acidente elétrico.

Outra forma de se proteger contra acidentes de choque elétrico é evitar que as tomadas fiquem expostas em ambientes com crianças. No mercado encontramos tapa-tomadas que evitam o contato dos pequenos com a corrente elétrica.

Read more...

Equipamentos de proteção para os olhos evita acidentes

Empresas da construção civil não podem descuidar da segurança de seus funcionários, fornecendo e exigindo o uso de equipamentos de proteção para os olhos.

Um dos itens mais importantes e que é exigido pela ABNT são os óculos, equipamento importantíssimo para a proteção de olhos nos canteiros de obra.

A negligência de não utilizar equipamentos de proteção para os olhos faz com que ao menos duas vezes por semana o ambulatório do Seconci-SP (Serviço Social da Construção), em São Paulo, receba pacientes com urgência oftalmológica.

Os casos mais comuns são: corpo estranho na córnea, queimaduras por produtos químicos e solda elétrica.

A gravidade desses problemas exige atenção não apenas dos funcionários, mas também das empresas contratantes que precisam alertar sobre a importância dos equipamentos de proteção para os olhos.

Quando a segurança é ignorada, os acidentes acontecem e trazem prejuízos irreparáveis.

A médica oftalmologista do Seconci-SP, Marcia Domingues Fernandes, explica que muitas vezes o trabalhador não acredita que seja algo sério e mesmo sentindo incômodo na vista não procura um médico. Esse descuido pode gerar processos inflamatórios ou até mesmo pode ocorrer do fragmento de metal ou vidro ser absorvido e depositado em outras partes do corpo.

Equipamentos de proteção para os olhos são essenciais

A doutora pede atenção para que em caso de acidente, se busque por atendimento médico emergencial para realizar os devidos cuidados.

“É de extrema importância que o trabalhador ao sentir incômodo nos olhos procure um especialista para evitar que evolua para infecção, ou que o caso se agrave”, diz a médica Marcia Domingues Fernandes.

Para impedir que acidentes aconteçam é importante utilizar os equipamentos de proteção, como explica a médica. “Usar o equipamento de proteção individual (EPI) e lavar sempre as mãos com água e sabão antes de colocá-las nos olhos são as medidas de prevenção mais eficazes”, alerta a especialista.

Os óculos de proteção são itens essenciais e não podem ser desprezados, assim como os demais equipamentos como capacete de proteção, protetor auditivo, máscara para proteção respiratória e muitos outros.

Read more...

5 Dicas de Segurança para o uso de andaime

O andaime é um instrumento de trabalho essencial para construtoras e prestadoras de serviços que precisam dessas plataformas de apoio.

Porém essas estruturas montadas exigem uma série de cuidados para evitar acidentes aos trabalhadores que podem cair do andaime, pode deixar objetos caírem ou até mesmo tomar choque elétrico dependendo da proximidade entre a estrutura e a rede de eletricidade.

Para utilizar esse equipamento com segurança é preciso tomar uma série de medidas preventivas, que começam com a escolha do andaime e vai até a sua montagem e a utilização dos equipamentos de proteção individuais.

Ao prestar atenção nos pontos certos é possível evitar acidentes e utilizar esse equipamento da melhor forma possível, garantindo um trabalho seguro para seus funcionários.

Como Utilizar Andaime Corretamente

Algumas dicas básicas podem evitar os acidentes em canteiros de obras, veja a seguir 5 dicas para utilizar andaime protegendo a obra, a estrutura e principalmente os seus funcionários.

  1. Escolha equipamentos em ótimas condições – Para garantir a segurança que seus funcionários merecem é importante alugar andaimes em ótimas condições de uso, evite peças enferrujadas ou com as tábuas rachadas.
  2. Profissionais – Tenha um profissional que saiba montar corretamente a estrutura, seguindo a sequência de encaixe para que a plataforma esteja firme e segura.
  3. Local de montagem – A área de montagem deve estar limpa para evitar que pedras, arames ou qualquer outro material desequilibre a estrutura. O andaime só pode ser montado em terrenos planos e estáveis para evitar acidentes.
  4. Equipamentos de Segurança – Capacete, cinto de segurança estilo paraquedistas, botas antiderrapantes, cinto porta-objetos e óculos de proteção.
  5. Sinalização do Local – É preciso proteger a área em volta do equipamento, para isso sinalize o local para evitar que pedestres ou veículos venham a circular próximo à estrutura. Fora isso, isole a área com barreiras em torno do andaime.

Conheça nossos andaimes.

Read more...

5 dicas de segurança para reformas ou construções

Na hora de construir ou fazer reformas é preciso se atentar quanto à segurança, para garantir a integridade física dos profissionais. Muitas vezes só se atentam aos quesitos da estrutura do imóvel, se esquecendo que os profissionais envolvidos também devem estar seguros.

Existe uma série de normas que regulamentam a segurança neste tipo de trabalho, observá-las é uma das dicas mais importantes para quem trabalha neste seguimento e até mesmo para você que pretende construir ou reformar um imóvel e vai contratar empresas ou profissionais especializados.

Uma das mais importantes é a Portaria N°3.214/78 do Ministério do Trabalho que fala sobre as normas de segurança e saúde do trabalho.

Além dessas regras importantes da construção civil, algumas dicas podem deixar sua construção ou reforma mais segura.

Confira as 5 dicas de segurança para reformas ou contruções

  1. Contratação de profissionais especializados- Arquitetos e Engenheiros são os profissionais que você deve procurar assim que pensar em fazer reformas ou construções de imóveis. Assim você terá uma equipe de profissionais especializados que trabalharão dentro das normas de segurança e entregarão um imóvel seguro, do jeito que você deseja.
  2. Planejamento- Todas as obras precisam ser planejadas e algumas delas precisam de documentação que deve ser apresentada na prefeitura de sua cidade ou para o síndico do prédio explicando o que irá acontecer, quem irá realizar e quanto tempo a obra deve durar.
  3. Uso correto de equipamentos. Algumas máquinas são essenciais para o trabalho em reformas e construções como andaimes, betoneiras, escadas extensivas e outros que garantirão segurança aos trabalhadores da obra.
  4. Verifique o estado de conservação dos equipamentos. Andaimes, escadas e outros equipamentos devem estar em ótimo estado de conservação. Isso vai garantir que não haja acidentes na obra.
  5. Equipamentos de segurança. Os profissionais que estiverem envolvidos na construção ou nas reformas precisam ter equipamentos de segurança como capacetes, luvas, botas de borracha, óculos de proteção e outros itens necessários para realizar o trabalho.

 

 

Read more...

Norma para reformas e construções deve ser respeitada

Você sabia que para realizar reformas e construções particulares é necessário ter um laudo técnico assinado por arquiteto ou engenheiro? A Norma para Reformas 16.820, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) está valendo desde abril de 2014, mas muitas pessoas ainda não entenderam a importância dessa lei e, por isso, não estão cumprindo a determinação que vale para todo o país.

Pela regra, o profissional deve avaliar se a reforma irá ou não comprometer a segurança da edificação e as demais construções em seu entorno. O laudo só será assinado se não houverem riscos de segurança.

A norma visa preservar as construções e evitar acidentes, mas mesmo assim mais da maioria da população economicamente ativa que realizou reformas ou construções nos últimos meses não procurou um profissional que assinasse o laudo, autorizando as alterações no imóvel.

Os dados são de uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha a pedido do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil. Das 2.419 pessoas entrevistadas 85,40% não contrataram engenheiro ou arquitetos para realizarem o serviço de reformas ou construção.

A opção dessas pessoas foi fazer o serviço por conta própria ou com pedreiros e mestres de obras, amigos e parentes. Sem se preocupar com a questão do laudo de segurança.

Apenas 14,60% dos entrevistados se preocuparam em contratar profissionais especializados para realizar reformas e construções particulares, tanto em imóveis residenciais quanto em comerciais.

Dicas de norma para reformas e construções

Para ter segurança nas reformas e construções é preciso encontrar profissionais que realizem a vistoria e assim o laudo técnico. Em uma possível vistoria à obra por órgãos da prefeitura esse documento pode ser exigido, portanto não dispense o auxílio de um profissional.

Ainda que o procedimento como troca de portas, janelas, troca de revestimentos e construção de novos cômodos não seja feito por uma empresa de engenharia ou arquitetura, é importante contratar um profissional para cumprir com a Norma de Reformas 16.820.

Fique atento e mantenha sua obra sempre com os cuidados de segurança necessários que irão resguardar você e todos em sua volta.

Read more...

Segurança ao utilizar o andaime tubular

Garanta sua segurança ao utilizar o andaime tubular, conforme NR 18, o andaime tubular passou a ter a obrigatoriedade de utilizar alguns acessórios/ítens, afim de melhorar a segurança dos usuários e diminuir os acidentes em obras e canteiros em geral.

Infelizmente ainda encontramos, tanto em pequenas obras quanto em grandes empreendimentos, o andaime tubular sendo montado e utilizado desrespeitando a NR18.

Vejamos então o que está escrito em alguns trechos da norma:

(mais…)

Read more...
Call Now Button
Open chat