Monthly Archives - julho 2017

Projetos capacitam atuação de mulheres na construção civil

Alunos da Universidade de São Paulo (USP), no Campos de São Carlos, desenvolveram um projeto para ensinar mulheres a desenvolverem pequenos reparos domésticos e serviços na área da construção civil.

O projeto tem como objetivo empoderar as mulheres do município que vivem em situação de vulnerabilidade, permitindo que elas tenham autonomia financeira através da realização desses trabalhos.

Com o nome de Mulheres à Obra, o programa de capacitação irá ensinar serviços elétricos, hidráulicos, civis e de marcenaria por meio da organização internacional e sem fins lucrativos Enactus, que fomenta o empreendedorismo social dentro das universidades.

Além deste projeto da USP, há outros cursos de capacitação focado para mulheres com o objetivo de prepara-las para os trabalhos na construção civil. No Rio de Janeiro temos o projeto Mão na Massa, que já capacitou mais de 1.000 mulheres.

No Rio Grande do Sul, a ONG Mulher em Construção já conseguiu atender 4.000 mulheres, ensinando ofícios de pedreiras, pintoras, azulejistas, ceramistas e eletricistas.

Número de mulheres na construção civil aumenta a cada ano

O mercado da construção civil tem visto aumentar o número de mulheres que estão atuando na área. Entre 2007 e 2009 a contratação de mulheres na construção civil deu um salto de 44,5% e hoje o número de profissionais passa de 200 mil mulheres.

Os cursos de engenharia civil também começam a receber mais mulheres, hoje cerca de 30% dos alunos nas universidades para este curso são mulheres.

Cursos como o Mulheres à Obra e similares são importantes para aumentar a quantidade de mulheres no setor e por oferecem uma profissão para quem está em situação vulnerável, precisando de qualificação profissional para ter uma renda.

Com o tempo veremos ainda mais mulheres atuando no setor, exercendo diversos trabalhos nas obras, tornando a construção civil um ambiente equiparado entre homens e mulheres.

Read more...

Construção Civil: Capacete tecnológico permite visão de raio-X em paredes

A tecnologia tem modificado diversas etapas no trabalho da construção civil e a maior prova de que não há limites para o avanço tecnológico é o capacete que permite ver através das paredes. Isso acontece porque a viseira desse capacete acessa o Building Information Model (BIM), que é instantaneamente projetado em seu campo de visão.

Com este instrumento é possível ter uma visão de raio-X, permitindo que o profissional consiga ver se há canos de água, fiação, além de conhecer a estrutura da parede sem precisar quebrá-la, diminuindo assim o tempo de realização de reformas.

A novidade promete revolucionar o trabalho de arquitetos e engenheiros, que poderão coordenar melhor o trabalho por ver de forma ampla o que está por trás das paredes, fazendo projetos de forma mais rápida.

Imagine a situação onde é preciso quebrar uma parede, porém no meio do processo descobrem uma instalação hidráulica que se rompe, gerando desperdício, sujeira e atrasando a obra. O equipamento surge então como alternativa eficiente para acabar de uma vez por todas com este tipo de problema e agilizar os processos de construção e reforma.

Com o nome de DAQRI Smart Helmet, o capacete foi desenvolvido exclusivamente para empresas da construção civil, permitindo que construtores, engenheiros e arquitetos utilizem essa tecnologia revolucionária.

A proposta é facilitar o trabalho oferecendo a visão de raio-X aos profissionais da construção civil que poderão entregar trabalhos com mais rapidez e menor índices de falhas. “Ele habilita você a tomar decisões em campo, ao invés de esperar até o final do seu turno para verificar com seu supervisor”, declarou o diretor de produtos da DAWRI, Roy Ashok.

Nos Estados Unidos já há profissionais utilizando esse capacete comercializado em pequenas escalas no valor de US$ 15.000 (15 mil dólares), mas a aposta da empresa é que em breve esse equipamento seja popularizado.

Read more...

Dicas de cores e texturas para reformar casas e apartamentos

Quem busca inspiração para reformar a casa encontra nas tendências de decoração ótimas ideias de cores, texturas e acabamentos que estão sendo usados no momento.

Em 2017 a cor do ano é o “greenery”, segundo a Pantone. A cor tem um tom fresco e simboliza novos começos. É possível utilizar esse tom em ambientes modernos como salas e escritórios. Nos quartos é possível modificar pequenos detalhes para trazer sofisticação e aconchego utilizando este tom de verde.

Outra cor que é tendência para decoração de casas e apartamentos é o azul em duas versões: azul claro e azul médio. Da cozinha ao banheiro, o azul pode predominar qualquer cômodo da casa, basta fazer um planejamento na hora de reformar.

Ainda falando de cor os designers de interiores estão apostando também em verde limão, verde militar, rosé, cinza e nude. Quem for reformar sem a ajuda de um profissional, pode aproveitar alguns aplicativos de marcas de tintas para testar as cores na parede da sua casa e ver se combina.

Papel de parede para reformar sem gastar

Outra forma de conseguir mudar a casa é utilizando papel de parede. O que antes era um artigo de luxo, hoje é uma opção acessível e que não exige mão de obra especializada para aplicação.

Quem quer utilizar papel de parede pode aderir a tendências de textura que exigiriam um alto investimento como é o caso das famosas paredes de tijolos aparentes.

As fabricantes de papel de parede permitem reformas limpas com a textura de parede de tijolos que pode ser no vermelho barro tradicional ou ainda no branco que deixa o ambiente visualmente maior e moderno.

Ainda falando em tendências, podemos citar outras texturas como as que imitam azulejo hexagonal, madeira e placas de concreto também estão em alta. Prefere estampas? O floral não saia de moda, assim como desenhos geométricos.

Muitas vezes reformar um ambiente exige poucas mudanças e a pintura ou o papel de parede são opções econômicas que você mesmo pode fazer ou contratar um profissional para realizar a mudança.

 

Read more...
Call Now Button
Open chat